Criticado por gesto polêmico, Neymar se defende e avisa: ‘Também sei provocar’

PSG jogou contra o Rennes, pela Copa da Liga Francesa

Por Estadão Conteúdo

Neymar comemora gol de Thomas Meunier com o belga
Neymar comemora gol de Thomas Meunier com o belga – Reprodução / Twitter

Paris – O comportamento de Neymar voltou a ser tema de debate na França e no mundo do futebol. No jogo diante do Rennes, vencido pelo Paris Saint-Germain, por 3 a 2, fora de casa, na última terça-feira, pela Copa da Liga Francesa, o brasileiro estendeu a mão para Hamari Traoré, adversário que estava caído no chão. Quando o jogador foi segurá-la para se levantar, o astro do PSG recuou o braço e se afastou dando risada. Criticado por torcedores e alguns veículos de imprensa por seu gesto polêmico, o brasileiro se defendeu das críticas que recebeu e até mesmo das que disse saber que sofreria também por outras posturas ou jogadas exibidas dentro de campo.

“Eu costumo dizer que o futebol está chato, porque não podemos fazer nada. Tudo é polêmico. No final, eu fiz uma brincadeira dando a mão para o meu adversário e depois tirando. Todos farão polêmicas, dizer coisas sem sentido. Se eu faço isso com meus colegas, por que não com os adversários? Nos falamos muito durante o jogo, no final, eu ri”, declarou Neymar, em entrevista coletiva na zona mista montada no estádio que abrigou o confronto da última terça.

Paris Saint-Germain – Reprodução / Twitter

No momento mais tenso da partida, Neymar deu um passe com as costas e em seguida aplicou um chapéu no meio-campista Bourigeaud, que o segurou com a mão. O brasileiro não gostou da falta e discutiu com o adversário.

Segundo Neymar, não adianta tentar lhe parar com faltas ou agressões, pois ele disse que vai continuar realizando jogadas ousadas e que naturalmente vão irritar os seus marcadores. “Eles batem e eu jogo futebol. Eles me provocam, mas eu também sei como provocar da minha maneira, com a bola. Não estou aqui para bater em ninguém, até porque nem sei faz isso. Nem sei me defender direito, mas eu me defendo com a bola”, enfatizou o craque.

Em seguida, o atacante disse que já esperava pela inevitável repercussão que não seria positiva para ele por parte dos rivais do Rennes. “Eu sei que daqui a pouco muitos vão sair da coletiva e vão ter aquele discurso de sempre, de que ‘ele (Neymar) pode ser um bom jogador, mas acaba provocando demais’. Mas eles (adversários) também têm de se colocar no lugar deles. Não vai adiantar nada me bater e me provocar porque eu não vou me esquentar, provocarei ainda mais e ainda farei o meu time sair vencedor”, afirmou.

O triunfo da última terça-feira levou o PSG à final da Copa da Liga Francesa. Na decisão, o time parisiense terá pela frente, no dia 31 de março, o ganhador do duelo entre Monaco e Montpellier, que se enfrentam nesta quarta-feira, no principado monegasco, às 18h05 (de Brasília). No sábado, o time da capital volta as suas atenções para o Campeonato Francês, pelo qual encara o Lille, fora de casa.

RENNES RESPONDE – Se por um lado Neymar mandou um recado aos seus adversários, por outro o Rennes não se calou e falou diretamente ao brasileiro, por meio de sua página no Twitter, nesta quarta, quando questionou: “Você é um excelente jogador, mas quem saiu como uma lesão ontem depois de uma falta suja? Um jogador do Rennes, Ismaila Sarr, que já esteve ausente do campo por três meses por causa de outra falta dura”.

PSG venceu o Rennes por 3 a 2 – Reprodução / Twitter

O fato é que as atitudes polêmicas de Neymar tiveram repercussão negativa para ele em vários veículos da imprensa europeia. Um deles é o diário espanhol Marca, de Madri, que qualificou a alegada brincadeira do brasileiro com Sarr como “um gesto feio que está dando volta ao mundo”.

O jornal Mundo Deportivo, de Barcelona, também não aliviou com o jogador que foi ídolo do Barça antes de ir para o PSG em uma tumultuada transação. “O feio gesto de Neymar que indigna a França”, escreveu em um dos títulos da capa do seu site oficial nesta quarta-feira.

Confira os lances

Galeria de Fotos

Paris Saint-Germain Reprodução / Twitter

Neymar comemora gol de Thomas Meunier com o belga Reprodução / Twitter

PSG venceu o Rennes por 3 a 2 Reprodução / Twitter

COMPARTILHE