Baixo Guandu resiste bem ao maior temporal desde 2013

Um trecho de aproximadamente 10 metros do muro do estádio Manoel Carneiro, na subida do Rosário I, não resistiu à chuva e desabou durante a madrugada

Baixo Guandu resistiu muito bem ao forte temporal que caiu na noite de terça-feira e madrugada de quarta-feira, com acumulado de 85mm até às 9h30m daquela manhã do dia 04. De acordo com a Defesa Civil do município, desde 2013, com a grande enchente do mês de dezembro, a cidade não recebia tanta chuva em espaço de apenas 12 horas.
O único dano no patrimônio público registrado foi a queda de um trecho de aproximadamente 10 metros do muro do estádio Manoel Carneiro, na subida do bairro Rosário I, porém sem causar vítimas. Alguns pontos de alagamento foram registrados durante a madrugada, no entanto hoje pela manhã a situação estava completamente normalizada.
O secretário de Obras Maximiliano Cândido dos Santos explicou que a chuva de 85mm é uma precipitação muito considerável, mas felizmente os danos foram mínimos. “A cidade resistiu muito bem a esta chuva forte e estamos atentos porque o tempo instável deve continuar até o final de semana “, disse ele.
O rio Guandu, hoje pela manhã, retratava bem a chuva forte que caiu não só em Baixo Guandu, mas também na região. O rio subiu cerca de um metro durante a noite, aumentando muito a vazão na represa localizada próximo à ponte de ferro. Mas o nível está ainda longe de atingir o nível de inundação.

Os poucos danos à mobilidade urbana em Baixo Guandu, com a forte chuva, podem ser creditados às obras de pavimentação e drenagem que a Prefeitura realiza desde 2013. É o caso do bairro São Pedro, que está 98% pavimentado e a população não sofre mais com ruas alagadas.

Outro bairro que já começou o serviço total de drenagem e pavimentação é o Valparaíso. Segundo o prefeito Neto Barros, o plano de mobilidade e humanização da sede e distritos de Baixo Guandu, prevê até 2020 um investimento de cerca de R$ 15 milhões de recursos próprios, além do que pode ser captado de emendas parlamentares e programas Federais e Estaduais.

 

COMPARTILHE