Madrasta covarde obriga enteadas a fazerem sexo com homens de até 90 anos

As adolescentes de 11 e 15 anos eram embebedadas antes dos abusos e recebiam favores e dinheiro em troca de sexo com homens idosos de até 90 anos

Madrasta é suspeita de obrigar as enteadas a se prostituírem em troca de dinheiro

Madrasta é suspeita de obrigar as enteadas a se prostituírem em troca de dinheiro – Reprodução
Tocantins – Uma mulher, de 25 anos, foi presa pela Polícia Civil como suspeita de obrigar as enteadas de 11 e 15 anos a se prostituírem, no município de Miranorte, em Tocantins. De acordo com o UOL, na última sexta-feira, a madrasta, que não teve a identidade revelada para preservar as menores, teve a prisão temporária cumprida.
Segundo a Polícia Civil, as adolescentes tinham relações sexuais com homens entre 34 e 90 anos. Elas eram embriagadas antes dos abusos e recebiam favores e dinheiro em troca. Sete homens foram interrogados e indiciados pelos crimes de favorecimento de prostituição de adolescente e estupro de vulnerável. Todos vão responder em liberdade.
A madrasta também foi indiciada pelos dois crimes e pelo fornecimento de bebida alcoólica às adolescentes. A investigação da 66ª DP (Miranorte) também apurou que os crimes aconteceram entre junho e setembro deste ano e os homens pagavam entre R$ 100 e R$ 150 pelos programas.
COMPARTILHE