Brasil atropela Honduras no último amistoso antes da Copa América

Seleção venceu sem dificuldades a equipe da América Central, neste domingo, no Beira-Rio, com uma goleada por 7 a 0, no último compromisso antes da estreia no torneio continental

Por Lance

Coutinho foi o melhor jogador em campo
Coutinho foi o melhor jogador em campo – Fernando Alves/Parceiro/Agência O Dia

Anota a placa! Sem qualquer dificuldade, o Brasil atropelou Honduras, no último amistoso de preparação para a disputa da ​Copa América, com uma goleada por 7 a 0, neste domingo, no Beira-Rio. A Seleção comandada por Tite não sentiu a ausência de Neymar, cortado por lesão, diante de um adversário frágil que não ofereceu resistências. Os gols brasileiros foram marcados por Gabriel Jesus, duas vezes Thiago Silva, Philippe Coutinho, David Neres, Firmino e Richarlison.

O Brasil faz o jogo de abertura e a estreia no torneio continental, pelo Grupo A, na sexta-feira. A Seleção vai encarar a Bolívia, no Morumbi, às 21h30 (de Brasília)

Passeio no Beira-Rio
Diante de uma adversário bem mais frágil, a Seleção Brasileira impôs o ritmo e dominou as ações em Porto Alegre, desde o apito inicial. A equipe montada por Tite, mostrou um bom jogo coletivo, com uma distribuição de jogadas diversificada e os gols não demoraram a sair. Aos sete minutos, Gabriel Jesus abriu o placar, de cabeça depois de um cruzamento na medida de Daniel Alves, resultado de tabelinha com Richalison. O gol precisou ser validado pelo árbitro de vídeo. Cinco minutos depois foi a vez de Thiago Silva ampliar, com outro cabeceio da primeira trave, em cobrança de escanteio ensaiada com Philippe Coutinho.

Coutinho brilha, Arthur preocupa
O camisa 11 do Brasil foi um dos destaques do primeiro tempo e supriu bem o papel de Neymar na criação. Além da assistência para Jesus, movimentou-se bastante e marcou o terceiro gol canarinho, ao converter um pênalti sofrido por Richarlison, outro que foi bem na partida. Coutinho também carimbou a trave duas vezes em chutes de fora da área. A única preocupação ficou por conta da lesão de Arthur, que levou uma pancada no joelho e deixou o campo de maca, com expressão de muita dor, para dar lugar a Allan.

O primeiro gol de Neres
Na volta do intervalo, o Brasil rodou o elenco com as entradas de Éder Militão, Fernandinho, Firmino, Everton e Miranda. A dinâmica da partida continuou a mesma e a equipe ampliou logo no primeiro minuto, novamente com Gabriel Jesus, que tocou na saída do goleiro para tornar-se o artilheiro da “Era Tite”, com 16 gols. Em seguida, foi a vez de David Neres deixar boa impressão ao marcar o seu primeiro gol com a camisa verde e amarela. O camisa 7 recebeu de Filipe Luís e venceu López, com categoria para abrir cinco gols de vantagem.

Vitória para dar moral
Mesmo com a goleada assegurada, o Brasil não tirou o pé do acelerador. Em ritmo de treino de luxo, a Seleção ainda faria mais dois gols para ir para a estreia na Copa América com a moral elevada. Firmino e Richarlison deixaram os deles e decretaram o placar final. Do outro lado do campo, Alisson saiu com o uniforme intacto, sem ser ameaçado pelos hondurenhos.

FICHA TÉCNICA
BRASIL 7 x 0 HONUDRAS

Data/Hora: 09/06/2019, às 16h (de Brasília)
Local: Beira-Rio, Porto Alegre (RS)
Gramado: Bom
Público/Renda: 16.521/ R$ 1.202.890
Árbitro: Andrés Cunha (URU) Nota L! – 6,5: Tranquilo, não influenciou o resultado.
Auxiliares: Gabriel Popovits (URU) e Carlos Barrero (URU)
Árbitro de vídeo: Daniel Fedorczuk (URU)
Cartões amarelos: Casemiro (BRA); Rojas (HON)
Cartão vermelho: Quioto, 28’/1ºT (HON)

Gols: Gabriel Jesus (7’/1ºT, 1-0 e 1’/2ºT, 4-0), Thiago Silva (12’/1ºT, 2-0), Philippe Coutinho (36’/1º T, 3-0), David Neres (10’/2ºT, 5-0), Firmino (19’/2ºT, 6-0), Richarlison (24’/2ºT, 7-0)

BRASIL: Alisson; Daniel Alves, Marquinhos (Éder Militão, intervalo), Thiago Silva (Miranda, 31’/2ºT) e Filipe Luís; Casemiro (Fernandinho, intervalo), Arthur (Allan, 31’/1ºT) e Philippe Coutinho (Everton, 20’/2ºT); David Neres, Gabriel Jesus (Firmino, 8’/2ºT) e Richarlison. Técnico: Tite.

HONDURAS: Luis López; Crisanto, Henry Figueroa, Maynor Figueroa e Izaguirre (Alvarado, 34’/2ºT); Bryan Acosta (Jorge Alvárez, intervalo), Garrido (Castellanos, 26’/2ºT) e Alexander López (Beckeles, 26’/2ºT); Elis, Rojas (Chirinos, 2’/2ºT) e Quioto. Técnico: Fabián Coito.

COMPARTILHE