Militar da PM é flagrado com arma sem registro em bar

cabo-da-pm-e-flagrado-com-arma-sem-registro-em-bar-do-tres-barrasO cabo da PM estava com o revólver sem registro e teria sido denunciado anonimamente. Ele foi levado para a delegacia para prestar esclarecimentos e foi liberado

Um cabo lotado no 12º. Batalhão da Polícia Militar foi encaminhado até a sede da 16ª. Delegacia Regional de Linhares para prestar esclarecimentos às autoridades policiais sobre uma arma sem registro que ele portava num famoso bar localizado no bairro Três Barras. A arma foi descoberta pela Polícia Militar através de denúncias anônimas via 190 as quais informava sobre um indivíduo armado no estabelecimento.

O caso foi registrado por volta das 22h35min e o fato confirmado e segundo informações do Boletim de Ocorrência de número 30904007, ao ser abordado o Cabo confirmou que estava armado e apresentou o revólver calibre 38, da marca Rossi, numeração E150044, com seis munições intactas. Os policiais solicitaram o registro da arma e o Cabo apresentou a sua identidade funcional e afirmou que o revólver não possuía registro. Ele foi levado para a delegacia e liberado após prestar depoimento.

PM flagrado com arma em bar não paga fiança de R$ 1 mil e é levado para o Quartel de Maruípe

O delegado Romel Pio de Abreu Júnior disse que o militar foi autuado por porte de arma de uso permitido

PM flagrado com arma em bar não paga fiança de R$ 1 mil e é levado para o Quartel de Maruípe
Um soldado da Polícia Militar que foi flagrado com um revólver num bar localizado no bairro Três Barras na noite do último sábado (03), por volta das 22h35min, foi levado para o Quartel de Maruípe, em Vitória, por não pagar a fiança instituída de R$ 1 mil. A informação foi confirmada pelo Delegado Romel Pio de Abreu Júnior que destacou que o militar foi autuado por porte de arma de uso permitido. O revólver calibre 38, da marca Rossi, numeração E150044, com seis munições intactas, era usado para a segurança pessoal do soldado. “A arma não era registrada e ele disse que não sabia que era proibido”, pontuou o delegado. O soldado foi levado para o Quartel ao invés de um presídio porque ele possui este direito nos termos da lei.
O comandante do 12º. Batalhão da Polícia Militar, tenente-coronel Alex Volney de Almeida, também confirmou a prisão do soldado. De acordo com ele, o militar não possuía o valor de R$ 1 mil para pagar a fiança e foi levado para o Quartel de Maruípe. Ele disse que o caso será investigado pela Polícia Civil.
O caso
O militar do 12º. Batalhão da Polícia Militar foi convidado a se dirigir até a sede da 16ª. Delegacia Regional de Linhares para prestar esclarecimentos às autoridades policiais sobre uma arma sem registro que ele portava num famoso bar localizado no bairro Três Barras. A arma foi descoberta pela Polícia Militar por meio de denúncias anônimas via 190 que informava sobre um indivíduo armado no estabelecimento. O caso foi registrado por volta das 22h35min e o fato confirmado.
De acordo com informações do Boletim de Ocorrência de número 30904007, ao ser abordado o Cabo confirmou que estava armado e apresentou o revólver calibre 38, da marca Rossi, numeração E150044, com seis munições intactas. Os policiais solicitaram o registro da arma e o Cabo apresentou a sua identidade funcional e afirmou que o revólver não possuía registro. Ele foi levado para a delegacia e de lá foi levado para o Quartel de Maruípe. (sitelinhares)

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

COMPARTILHE