Construção de fábrica da Fimag em Linhares se inicia em março

fimagA Fimag, terceira maior empresa fabricante de equipamentos para beneficiamento de grãos da América Latina, escolheu Linhares para expandir seus negócios. O grupo investirá na sua segunda filial, e a estimativa é gerar no início da operação 160 empregos diretos e indiretos, podendo chegar na fase de estabilização a 300 empregos. A previsão é de que as obras tenham início no mês de março deste ano.

A empresa será instalada numa área de 10.000 m² na região industrial do distrito de Bebedouro e, na fase de implantação do projeto serão contratadas em média 50 pessoas. A operação parcial está prevista para o mês de julho deste ano, e a total, em dezembro. A Fimag desenvolverá no município a fabricação de máquinas agrícolas e em até 18 meses inicia-se a operação para um dos setores do grupo, a fabricação de peças industriais sob encomenda.

O prefeito de Linhares, Guerino Zanon, esteve na sede da empresa, na cidade de Cariacica, na região metropolitana da Grande Vitória, e conheceu toda a sua estrutura. Zanon disse que o Grupo Fimag tem uma história de mais de 30 anos de engenharia e vem para fortalecer o polo metalmecânico do município.

“A indústria de engenharia tem uma enorme capacidade de multiplicação, e esse novo projeto contribuirá para o desenvolvimento econômico e tecnológico do município. A vinda da Fimag é resultado dos esforços e estratégias adotadas por nossas equipes de trabalho que estão focadas no fortalecimento das empresas locais e na atração de novos investimentos, oferecendo um ambiente produtivo, competitivo, inovador e sustentável, capaz de diversificar a economia e gerar novas oportunidades de emprego e renda para os linharenses”, explicou o Zanon.

O diretor geral do grupo, Romulo Barreto, destacou porque Linhares foi escolhida para receber uma filial do grupo. “Analisando todas as possíveis regiões para implantação, Linhares se destacou pela sua logística, por proporcionar um ambiente que oferece ao nosso negócio competitividade e aumento da empregabilidade”, frisou.

A empresa priorizará a mão de obra local e promoverá cursos de capacitação, por meio do Senai e internamente. O Sine Linhares ficará responsável por intermediar todas as contratações.

COMPARTILHE