Perita que analisou caso dos irmãos assassinados em Linhares ganha prêmio de melhor trabalho na categoria Toxicologia Forense em SP

Estado – Seis peritos oficiais criminais (Poc’s) da Polícia Civil do Espírito Santo participaram do 3º Encontro da Sociedade Brasileira de Ciências Forenses e 6º Encontro Nacional de Química Forense, realizado no início deste mês, na cidade de Ribeirão Preto, em São Paulo. Durante o evento, um dos trabalhos apresentados pelos peritos foi premiado como o melhor na Toxicologia Forense.

Entre os trabalhos apresentados está o da perita Bianca Bertolini, que desenvolveu uma nova técnica para análise de substâncias que foi aplicada no caso dos irmãos Joaquim e Kauan, mortos em abril na cidade de Linhares. “A complexidade do caso exigiu o desenvolvimento de uma técnica mais avançada e resultou no trabalho ‘A Análise de Resíduos de Líquidos Inflamáveis Derivados do Petróleo em Amostras Forenses Provenientes de Locais de Incêndio por SPME-GC/MS”, explicou.

Com o tema “Morte por Inalação de Gás de Refrigeração R-22: Relato de Caso”, a perita Amanda Vieira apresentou seu trabalho na forma de pôster e venceu em sua categoria. Durante o Congresso também apresentaram trabalhos as peritas Josidéia Mendonça e Mariana Peres, do Laboratório de Toxicologia Forense, além das peritas Bianca Merlo e Quézia Sartori, do Laboratório de Química Forense, e do chefe do Departamento de Laboratório Forense, perito Fabrício Pelição.

COMPARTILHE