Dia Mundial do Idoso: atividade física promove saúde na terceira idade

Brasil – Há algum tempo foi constatado que a população mundial está envelhecendo e a brasileira segue a mesma tendência. Segundo dados do IBGE, o número de idosos cresceu 18% nos últimos cinco anos no Brasil e em 2017 ultrapassou os 30 milhões de pessoas. Com a perspectiva de crescer ainda mais, o Dia Mundial do Idoso, celebrado nesta segunda, 1º de outubro, tem o objetivo de informar a população sobre o envelhecimento e alertar sobre os cuidados com a terceira idade.

No Espírito Santo, a realidade é a mesma. Hoje, a população acima dos 60 anos é de 370 mil pessoas e, até 2060, vai ultrapassar a marca de 1,5 milhão. Diante desse cenário, a ONU aponta que envelhecer bem é uma prioridade global e um dos caminhos para atingir esse objetivo é por meio da atividade física. O personal Edu Gomes, explica que o exercício físico é indicado antes da terceira idade, como forma de retardar os sinais do envelhecimento no corpo, além de prevenir doenças, bem como para os já idosos, na medida certa para proporcionar mais saúde.

“Ao longo da vida, passamos por um processo fisiológico irreversível, ou seja, após se iniciar o declínio dos sistemas fisiológicos no corpo não há como obter uma reversão dos mesmos, mas com a atividade física pode-se amenizar a velocidade com que se processam as modificações nos sistemas. A atividade física é uma das intervenções mais eficientes quanto à melhora da qualidade de vida dos idosos, pois auxilia no controle das mudanças ocorridas pelo processo de envelhecimento, promovendo a independência e autonomia nas atividades do cotidiano”, destaca Gomes.

Dentre os benefícios para o corpo e aos sistemas que se comprometem na terceira idade, se pode citar o controle da pressão arterial, a melhora da capacidade cardiovascular, respiratória, amplitude da mobilidade, menor risco de doenças, e até a prevenção de alguns tipos de câncer. A saúde mental também é beneficiada com o corpo em movimento, fazendo com os idosos sintam-se mais ativos e parte de um grupo, nas atividades praticadas coletivamente.

Assim como todo tipo de exercício físico, a indicação é de que a prática seja acompanhada por um profissional, que poderá observar as limitações de cada idoso e elaborar um treinamento de acordo com as necessidades individuais. Especialistas afirmam que entre as melhores atividades físicas para serem praticadas por pessoas na terceira idade, os mais recomendados são: dança, aeróbicos de baixo impacto (esteira, bicicleta ergométrica), yoga, pilates, caminhadas, ginástica geral, musculação especializada, entre outros.

 

COMPARTILHE