MPES notifica Estado para conter avanço da malária

Estado – O Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio do Centro de Apoio Operacional de Implementação das Políticas de Saúde (Caps), notificou a Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) para adoção imediata de providências na área da vigilância em saúde para, com os municípios, conter o avanço da malária no Estado. Na notificação, o MPES destaca a necessidade de se realizar um plano de ação com objetivo de conter a propagação da doença, reduzir a letalidade e a gravidade dos casos, bem como eliminar a transmissão através do combate ao mosquito transmissor.

O Caps também orientou os promotores de Justiça da área de saúde, para uma atuação firme frente aos inúmeros casos de malária, objetivando não só a capacitação dos profissionais de saúde em relação ao combate ao mosquito transmissor e ao diagnóstico e ao tratamento da doença, como também viabilizar o controle, para evitar a propagação da doença.

O Espírito Santo registra surto de malária em Vila Pavão e Barra de São Francisco, com mais de 100 casos notificados. A doença é comum em Estados do Norte do Brasil. A transmissão ocorre pela picada do mosquito Anopheles, chamado de mosquito prego, que também se reproduz em água parada.

COMPARTILHE