Granito do noroeste vai ganhar reconhecimento internacional com a implantação da (IG) Indicação Geográfica

O prefeito de Barra de São Francisco, Alencar Marim (PT), ladeado pelo diretor executivo da ANPO, Mário Imbroisi  e pelo vice presidente da ABIROCHAS, Domingos Sávio Otaviano

Barra de São Francisco – Nesta noite de quarta-feira dia 08, na Câmara Municipal, aconteceu uma audiência pública para apresentação de projetos apresentados a IG-Indicação Geográfica do granito produzido na região Noroeste do ES. O destaque ficou com a apresentação do distintivo que identifica e especifica a origem dos Granitos do Noroeste.

O projeto IG-Identificação Geográfica é reconhecido pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial (Inpi). A estratégia é trabalhar um símbolo forte, com uma solução estética comum ao setor, para facilitar a assimilação e potencializar o reconhecimento, tanto do mercado quanto do público interno

A Indicação Geográfica (IG) é usada para identificar a origem de produtos ou serviços quando o local tenha se tornado conhecido ou quando determinada característica ou qualidade do produto ou serviço se deve a sua origem. No Brasil, ela tem duas modalidades: Denominação de Origem (DO) e Indicação de Procedência (IP).

Presentes ao acontecimento, várias autoridades entre elas prefeitos, vereadores, empresários, alunos do IFES campus Barra de São Francisco e convidados.

O  projeto do IG-Granito do Noroeste está sendo desenvolvido pelo  SEBRAE-ES – Serviço Brasileiro de Apoio as Micro e Pequenas Empresas, através do INOVATES – Instituto de Inovação e Tecnologias Sustentáveis, que tem como coordenadora do projeto a Associação ANPO (Associação Noroeste de produtores de rochas Ornamentais, com apoio de outras entidades como Prefeitura  e Câmara municipal de Barra de São Francisco –  IFES – Campus Barra de São Francisco,  , Ifes-Campus Barra de São Francisco, CDL-Barra de são Francisco, – ONG – Sentinela Francisquense e CDL. Sindirochas (Sindicato da Industria de Rochas Ornamentais Cal e Calcários do Espirito Santo) e Findes (Federação das Indústrias do Estado do Espirito Santo

Barra de São Francisco pode ganhar Projeto Oficina Escola de Artesanato de Mármore e Granito

Outro projeto apresentado durante a Audiência Publica  é o Projeto Oficina Escola de Artesanato de Mármore e Granito que deverá assistir meninos em situação de vulnerabilidade social através do programa Jovem  Aprendiz, que aprenderão dentro de uma oficina escola a confecção dos mais diversos tipos de artesanatos feitos com os rejeitos do mármore e granito. Para participar do projeto as crianças tem de ter bom comportamento social na sociedade, e boas notas na escola.

Hoje um projeto modelo de Oficina Escola de Artesanato de Mármore e Granito funciona no município de Venda Nova do Imigrante.  Onde são atendidos 30 jovens em dois turnos. Na venda do artesanato feita pelas crianças 80% do lucro fica para quem fabrica a peça de artesanato e 20% para a manutenção e despesas da oficina.

As maiores reservas de granito do país estão localizadas ao noroeste do estado, com uma enorme variedade de cores e texturas. E embora que nossa região noroeste possua a maior reserva de granito do mundo, ainda não se convencionou um sistema de controle de qualidade a fim de padronizar o processo de produção, processamento e beneficiamento.

COMPARTILHE