Na Itália, capixaba vence sexto campeonato mundial de Kickboxing

Laércio mundial KickboxingO lutador Laércio Nunes conquistou o sexto titulo mundial de Kicboxin, em combate realizado em Roma, Itália no último sábado (24). O capixaba venceu por pontos o italiano Lino Rodio, na categoria 72 quilos. O combate foi realizado em cinco rounds, com o brasileiro ganhando a luta por soma de pontos.

O evento é denominado The Best Fighters e reuniu os melhores atletas de Kickboxing e Muay Thai da Itália, Romênia, Albania, Grécia e Brasil na cidade de Roma.

Laércio festejou muito o sexto mundial mesmo levando em conta seus 49 anos de idade. “Me cuidei muito para esta luta. Acho que foi um dos adversários mais difíceis que enfrentei. Graças a Deus saí vencedor e mantenho o cinturão comigo” disse.

O primeiro mundial de Laércio foi conquistado na Grécia em 2003 na categoria Low Kicks, 64.500kg; em 2006 no México veio o segundo título mundial na categoria Low Kicks, 66.800kg e o terceiro título mundial aconteceu também no México na categoria Full Contact, 69.100kg em 3006 e 2012 com duas defesas de títulos. O quarto e quinto tiutlo conquistado na Italia em 2014 e 2016.

Laércio Nunes possui um currículo invejável, com um cartel de 48 lutas invicto, detêm todos os cinturões nacionais e internacionais. Além de ser pentacampeão mundial profissional, é também, campeão intercontinental, sul-americano, brasileiro e do Circuito Europeu.

Laércio se submete a uma dura rotina de preparação física e a um exaustivo treino técnico, treinando pesado todos os dias da semana com o Grão Mestre Nilson Ferreira, além de dar aulas e administrar sua academia de Kickboxing, a Vitória Fighter localizada na Praia do Canto em Vitória.

O colecionador de títulos encara uma rotina diária de treinos pesados duas vezes por dia e de muito trabalho, atualmente para manter o padrão em nível de alto rendimento vem sendo acompanhado pelo Médico do Esporte e Fisiatra Fabrício Buzatto desde 2016. Esse acompanhamento vem trazendo grandes benefícios para o atleta na prevenção de lesões e tratamento de dores através da técnica de agulhamento seco.

Laércio diz que não vai parar. Este ano ainda tem dois combates internacionais para realizar inclusive um sul-americano.   –  por Ruy Monte – ESHoje.

COMPARTILHE