Secretária de Educação de Linhares pode ser responsabilizada em casos de crianças agredidas

Linhares – Preocupado com o despreparo das escolas municipais de Linhares em lidar com crianças que apresentem sinais de violência física e psicológica no âmbito do ambiente doméstico e familiar, o vereador Tarcísio Silva (PSB), ameaçou responsabilizar judicialmente a Secretária Municipal de Educação, Maria Olímpia Dalvi Rampinelli, caso ela não providencie a criação de uma equipe multidisciplinar para lidar diretamente com o assunto.

“Parece que estou falando aos ventos. Até hoje não me deram atenção. Na calada da noite, muitas crianças devem estar sendo violentadas e agredidas e as escolas devem estar preparadas para cumprirem seu papel”, declarou o vereador, se queixando do fato de que sua proposta parece não encontrar respaldo junto ao executivo municipal.

A preocupação de Tarcísio Silva está relacionada com o caso envolvendo os meninos Joaquim de 3 anos e kauã, de 6 anos, que teriam sido assassinados pelos próprios pais.
De acordo com investigações policiais, na escola onde estudavam, eles teriam apresentado sinais evidentes de que sofriam agressões físicas e psicológicas.

No entanto, mesmo diante dessas informações não foi possível proteger as crianças. A proposta, é de que a Secretaria Municipal de Educação mantenha uma equipe integrada por psicólogos, assistentes sociais e outros profissionais capacitados para trabalhar em casos como os que vitimaram os meninos Joaquim e kauã.

“Muitas vezes os infratores montam uma rede de informações para protege-los. É preciso que a escola saiba identificar sinais de que algo não vai bem com o seu aluno”, disse o vereador argumentando que a escola tem um papel fundamental nesse processo e que a omissão diante dos casos pode ter consequências trágicas para as crianças.

“Espero que a secretária use seu coração de mãe e eu sei que ela é uma ótima mãe”, apelou o vereador. Com informações do portal Radar Capixaba.

COMPARTILHE