Cunhados brigam de facão e ambos saem feridos na zona rural de Rio Bananal

Rio Bananal – Por volta de 21h10min o rádio operador do CCO do 12º BPM fez contato com o 2º Pelotão de Polícia Militar de Rio Bananal informando que Jorge G. D. S. (37 anos), havia dado entrada no hospital local com um ferimento na mão proveniente de um corte de facão.

A vítima reside na localidade de Marangonha, fazenda Cantinho do Céu, zona rural de Rio Bananal, que na noite desse domingo dia 13, local dos fatos, onde teria sido ferido por Elizeu S. D. S. (35 anos). Os militares foram até o Pronto Atendimento onde estava o homem ferido que relatou que se encontrava em sua residência quando o acusado chegou de posse de um facão e desferiu um golpe em sua direção sem motivo aparente. Que para se proteger colocou a mão em frente vinda a sofrer um ferimento.

A médica plantonista informou que o Jorge seria encaminhado ao Hospital Silvio Ávidos no município de Colatina devido à gravidade do ferimento em sua mão direita, que provavelmente o golpe sofrido teria cortado os ligamentos de três dedos e fraturado a mão. De posse de tais informações a PM foi até a residência do suspeito, localizada próximo ao campo Bom de Bola, onde Elizeu contou uma versão diferente da versão da vítima, relatando que sua irmã é companheira de Jorge e este a havia rendido mais cedo.

Contou que saiu de sua residência e foi até a de Jorge para conversar a respeito da situação, porém trocaram ofensas verbais e em seguida Jorge tomou posse de um facão e desferiu um golpe atingindo sua mão direita provocando lesões. Para revidar a agressão sofrida, Elizeu também tomou posse de um facão e desferiu um golpe contra o Jorge, provocando uma lesão mais grave.

Elizeu também recebeu os cuidados médicos no hospital local em virtude dos ferimentos. Diante dos relatos foi feito contato com o DPJ de Linhares e informado que não seria possível encaminhar o Jorge devido à necessidade de ser transferido ao Hospital de Colatina. O policial civil de plantão orientou para que as partes sejam ouvidas na DP local tendo em vista a impossibilidade de serem conduzidas ao DPJ de Linhares.

COMPARTILHE