Obra em área de 1.676,11m² continua abandonada no bairro Shell

Linhares – A obra da unidade de saúde, está avaliada em quase R$ 3 milhões, e que deveria atender cerca de 450 pessoas diariamente, está parada há cerca de oito meses, de acordo com moradores do bairro Shell. A empresa responsável pela construção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro, Estrutural Construtora e Incorporadora Ltda., alegou que os serviços foram paralisados porque a prefeitura não teria pago uma dívida equivalente a R$ 1,3 milhões.

Já a prefeitura entre tantos questionamentos, justificou que não há prazo para a obra ser finalizada, e que ainda estava estudando uma possível rescisão com a empresa responsável, para só depois abrir nova licitação. A obra começou em 2012 e o plano era que, no ano seguinte, os moradores já seriam atendidos no local.

Na prática, não é isso que acontece. A realidade dos moradores do bairro Shell é esperar pela obra, que está atrasada, e ainda conviver com os problemas de uma construção abandonada. Em julho do ano passado, a Prefeitura de Linhares afirmou que a licitação seria feita em 30 dias, mas isso não aconteceu.

A Secretaria de Estado de Saúde garantiu que analisou a documentação enviada pelo município e a prefeitura já poderia ter dado o andamento ao processo de licitação. O estado fez o repasse de mais de R$ 2 milhões, mas, apesar disso, as obras ainda não foram retomadas. Procurada na época, a Prefeitura de Linhares garantiu que, até dezembro, será lançado o edital de licitação para as empresas interessadas em realizar a obra, que deve ser iniciada em 2018.

A construção foi iniciada em um dos mandados do prefeito Guerino Zanon,  e foi orçada em 2.900.871,97, (dois milhões, novecentos mil, oitocentos e setenta e um real e noventa e sete centavos) e licitada tendo como empresa vencedora à época, Estrutural Construtora e Incorporadora Ltda.

COMPARTILHE