Voluntários iniciam recuperação de 16 nascentes no Farias no próximo sábado (10)

Serão plantadas 20 mil mudas de árvores nativas da região; haverá transporte gratuito saindo de frente a Faculdade Pitágoras, no bairro Araçá

Linhares – Uma das providências para minimizar a escassez hídrica em Linhares é a recuperação de 16 nascentes localizadas no distrito de Córrego Farias, no interior do Município. Para isso, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente abraçou o projeto de voluntários do movimento Todos Pelo Rio Doce para plantar 20 mil mudas de árvores nativas em áreas cedidas por 11 proprietários da região que atenderam ao chamado do secretário da pasta Lucas Scaramussa. A ação será realizada neste sábado (10) a partir das 9 horas, conta com a apoio da Secretaria Municipal de Agricultura e os voluntários interessados em participar, devem se inscrever pelos telefones 27 99832 1220 (Ana); 27 99762 0890 (Marlene); 27 99933 7535 (Pablo); 27 99962 2333 (Tonon) e 21 98642 0133 (Lewin); ou pelo site www.todospeloriodoce.com. O ônibus que levará os voluntários sairá de frente a Faculdade Pitágoras, no bairro Araçá.

O projeto de recuperação de nascentes, que levará cerca de dois anos, está alinhado a várias outras iniciativas sustentáveis que pretendem transformar Linhares na cidade mais verde do Espírito Santo. Estão em execução a recuperação da mata ciliar do rio Quartel e o projeto de recuperação de áreas de restinga em Pontal do Ipiranga, no litoral do município.

O conjunto de ações tem o objetivo de recuperar nascentes degradadas, implantar práticas integradas de conservação de solo e água nas áreas de produção agropecuária em todas as propriedades envolvidas, além de serviços de manutenção e conservação nas estradas municipais e acesso às propriedades rurais.

O prefeito de Linhares Guerino Zanon destacou a importância da parceria dos voluntários do projeto Todos pelo Rio Doce na concretização da ação e ressaltou que a Prefeitura está empenhada em tornar Linhares uma cidade mais verde e mais sustentável para todos. Para ele, o objetivo da iniciativa é o de ampliar a proteção e conservação dos recursos hídricos, por meio da otimização e direcionamento de investimentos públicos e privados para proteção e recuperação de matas ciliares, nascentes e olhos-d?água; para ampliação da cobertura de vegetação nativa em mananciais, para plantios de árvores nativas e melhoria do manejo de sistemas produtivos em bacias formadoras de mananciais de água.

“A recobertura vegetal merece destaque durante a crise hídrica, pois sabemos de vários casos de sucesso pelo país em que recuperação de nascentes aumentou a quantidade de água na região de forma rápida”, pontuou o prefeito.

Todos pelo Rio Doce

O projeto tem o apoio dos voluntários do projeto Todos pelo Rio Doce e contará com o acompanhamento de técnicos da secretaria durante todo processo, que levará cerca de dois anos. O projeto conta com o apoio dos comitês, das Agências de Água de Minas e Espírito Santo e é um movimento que foi desenvolvido por uma causa nobre: a recuperação do Rio Doce e suas nascentes, com objetivo de proteger sua bacia hidrográfica, e promover atividades educativas sobre preservação ambiental em escolas, faculdades e mídias digitais. O movimento é composto por voluntários das mais diversas áreas de atuação e visa garantir a sustentabilidade, equilibrando o cultivo do solo com a preservação ambiental.

Recuperação de mata ciliar

Está em andamento e contou com a adesão de 21 proprietários rurais de Baixo Quartel, que cederam juntos 10,4 hectares de terreno onde serão plantadas 18 mil mudas de árvores nativas, recuperando-se assim a mata ciliar existente, protegendo o rio Quartel, que corta a região. Nesta ação a Secretaria Municipal de Meio Ambiente conta com o apoio do Incaper e da Secretaria Municipal de Agricultura. O início das atividades de plantio está previsto para acontecer já no segundo semestre deste ano.

Recuperação de restinga no Pontal do Ipiranga

Tramitando junto ao Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos – IEMA, está mais um projeto de recuperação do meio ambiente de Linhares, desta vez no balneário de Pontal do Ipiranga. Lucas informou que a iniciativa de preservação deverá ser colocada em prática também, no segundo semestre deste ano e constituirá um grande avanço para o balneário. “A vegetação de restinga tem um papel muito importante no equilíbrio da região costeira, sendo uma controladora da praia, retendo areia e evitando a erosão ou escoamento de água. Esse projeto é grandioso para o futuro da nossa cidade”, concluiu Lucas Scaramussa.

Ônibus para Voluntários

Para os voluntários de Vitória terá ônibus gratuito que partirá da Praça dos Namorados – Praia do Canto às 6h, até o ponto de concentração em Linhares Faculdade Pitágoras.  Da Faculdade Pitágoras até as nascentes terá condução gratuita.

Para os voluntários de Linhares a concentração será na Faculdade Pitágoras – Bairro Araçá às 8h.  Os trabalhos serão realizados entre 9 às 13h com retorno para Vitória previsto para 15h.

COMPARTILHE