Vasco vira para cima do Boavista nos acréscimos

Erazo fez o gol da vitória da equipe de São Januário

Riascos abraça Thiago Galhardo, autor do segundo gol: muita raça
Riascos abraça Thiago Galhardo, autor do segundo gol: muita raça – Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br

Espírito Santo – Mesmo sem jogar bem, o Vasco deu grande passo rumo às semifinais da Taça Rio. Em nova virada dramática, nos acréscimos, venceu o Boavista, por 4 a 3, neste domingo, no Estádio Kleber Andrade, e assumiu a liderança do Grupo B — soma seis pontos, ao lado do Flamengo, mas leva a melhor nos gols marcados (6 a 5). Quarta-feira, no Nilton Santos, enfrenta o Fluminense, em outro teste para cardíacos no Carioca.

Para dar mais ritmo aos titulares, Zé Ricardo mandou força máxima a campo. A atitude surtiu efeito e o Vasco dominou o adversário no início do jogo. O primeiro gol saiu aos 28 minutos, após falha da defesa do Boavista. Paulinho lançou, Gustavo Geladeira e Rafael hesitaram e a bola sobrou para o lateral mandá-la à rede.

Galeria de Fotos

Vasco conseguiu vitória importante na Taça Rio Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br

Erro pior, porém, cometeu Martín Silva, aos 31, ao levar um frango. Júlio César levantou na área, em cobrança de falta, e o goleiro do Vasco se enrolou com a bola, que veio sem força, permitindo que ela escorregasse por suas mãos e entrasse entre as suas pernas.

O experiente jogador não se abalou e, aos 38, fez difícil defesa em finalização de Tartá. Já o Vasco sentiu o golpe e o Boavista fez 2 a 1. Aos 46, em nova jogada de bola parada, Julio Cesar cruzou na área e Elivelton, de cabeça, livre de marcação, balançou a rede.

A virada assustou o Vasco. Atônito, o time voltou confuso no segundo tempo e só melhorou com as entradas de Rildo e Riascos. Com mais penetração, Thiago Galhardo, aos 33, empatou, após jogada de Rildo em que a bola pegou na trave.

Lucas, aos 33, mostrou que o Boavista estava vivo, e, após erro de Erazo, chutou no canto de Martín Silva e pôs o Boavista na frente. Mas o Vasco reagiu. Aos 33, Wagner, após desvio de Riascos, empatou. Aos 46, Erazo, se redimiu e decretou a sofrida virada vascaína.

FICHA TÉCNICA

VASCO 4 X 3 BOAVISTA

Local: Kleber Andrade, Cariacica (ES)

Árbitro: Leonardo Garcia Cavaleiro (RJ)

Assistentes: Carlos Henrique Filho e Thiago Gomes Magalhães (ambos do RJ)

Cartões Amarelos: Evander (VAS); Faísca (BVT)

Cartão Vermelho:

GOLS: Yago Pikachu, 28’/1ºT (1–0); Júlio César, 31’/1ºT (1–1); Elivelton, 46’/1ºT (1–2); Thiago Galhardo, 30’/2ºT (2–2); Lucas, 33’/2ºT (2-3); Wagner, 37’/2ºT (3–3); Erazo,46’/2ºT (4-3)

VASCO: Martín Silva; Yago Pikachu, Paulão, Erazo e Henrique; Desábato, Wellington (Rildo, 13’/2ºT), Wagner, Evander e Paulinho (Riascos, 13’/2ºT); Andrés Ríos.T: Zé Ricardo.

BOAVISTA: Rafael; Thiaguinho, Gustavo, Elivelton e Júlio César; Vitor Faísca, Maranhão, Marquinho e Tartá (T. Silva, 18/2ºT); Claudio Maradona (Lucas, Intervalo) e Leandrão.T: Eduardo Allax

COMPARTILHE