Após segundo dia de desfiles, Salgueiro divide favoritismo com Mangueira pelo título

Campeã e rebaixadas serão decididas na próxima quarta-feira

Carnaval 2018 - Desfile das Escolas de Samba do Grupo Especial na Avenida Marques de Sapucaí. G.R.E.S. Academicos do Salgueiro

Carnaval 2018 – Desfile das Escolas de Samba do Grupo Especial na Avenida Marques de Sapucaí. G.R.E.S. Academicos do Salgueiro – Daniel Castelo Branco

Rio – Terminado os desfiles do grupo Especial do Rio de Janeiro, Salgueiro e Mangueira despontam como as duas escolas favoritas ao título do Carnaval. As duas tiveram desempenhos superiores às outras agremiações. Portela, Mocidade, Tijuca, Tuiuti, Imperatriz e Vila Isabel disputam as primeiras colocações. Na luta contra o rebaixamento, São Clemente e Império Serrano aparecem como as principais escolas com risco de quebra.

Unidos da Tijuca

A Unidos da Tijuca entrou na Sapucaí neste segunda-feira para tentar deixar para trás os problemas do ano passado, quando uma alegoria da escola acabou afundando na Avenida, prejudicando completamente o seu desfile. E a agremiação do Borel foi bem sucedida. Com um enredo sobre ator e dramaturgo, Miguel Falabella, a Tijuca divertiu o público na Sapucaí e abriu bem o segundo dia de desfiles do Especial.

Portela

Uma das campeãs do ano passado, a Portela passou na Sapucaí disposta a emocionar. As belas fantasias da escola, uma marca da carnavalesca Rosa Magalhães, que fez a sua estreia pela agremiação deram o tom do desfile da Águia. A apresentação emocionou a Sapucaí, apesar de apresentar alguns problemas relacionados principalmente aos menores recursos que a Portela teve para este Carnaval.

União da Ilha

Conhecida por desfiles com muita leveza, a União da Ilha do Governador fez uma animada apresentação nesta segunda-feira na Sapucaí. Com um enredo sobre a culinária brasileira a escola chamou a atenção pelas belas cores que exibiu na Avenida. A agremiação sustentou bem os quesitos de chão e levantou o público no Sambódromo.

Salgueiro

Quarta escola a entrar na Sapucaí, o Salgueiro teve uma grande apresentação nesta segunda-feira. Com belas alegorias e fantasias e com um chão arrasador, a escola da Tijuca se credencia como um das favoritas ao título do Carnaval de 2018. A apresentação coroou o trabalho de estreia do carnavalesco Alex de Souza.

Imperatriz

A Imperatriz Leopoldinense enfrentou a dificuldade de entrar na Sapucaí, logo após a bela apresentação do Salgueiro que sacudiu a Avenida. A escola de Ramos cumpriu um bom papel, mesmo estando distante da agremiação da Tijuca. O belo samba-enredo deu o tom a apresentação que contou com um capricho grande nas fantasias. O desfile, no entanto, apresentou alguns problemas, principalmente em alegorias e evolução.

Beija-Flor

Última escola a desfilar, a Beija-Flor de Nilópolis voltou a experimentar na Sapucaí. Com um tema crítico, a escola da Baixada Fluminense não conseguiu repetir os bons desempenhos de Mangueira e Tuiuti no último domingo. O enredo da agremiação foi desenvolvido de forma muito confuso e as alegorias apresentaram acabamento abaixo do esperado. Os pontos positivos foram os quesitos de chão.

Galeria de Fotos

Carnaval 2018 – Desfile das Escolas de Samba do Grupo Especial na Avenida Marques de Sapucaí. G.R.E.S. Imperatriz Leopoldinense Daniel Castelo Branco

Imperatriz cantou os 200 anos do Museu Nacional Daniel Castelo Branco

Carnaval 2018 – Desfile das Escolas de Samba do Grupo Especial na Avenida Marques de Sapucaí. G.R.E.S. Academicos do Salgueiro Daniel Castelo Branco

Carnaval 2018 – Desfile das Escolas de Samba do Grupo Especial na Avenida Marques de Sapucaí. G.R.E.S. Academicos do Salgueiro Daniel Castelo Branco

Ala da União da Ilha Alexandre Brum

Carro alegórico da Ilha, terceira a desfilar nesta segunda de Carnaval

COMPARTILHE