Sindicato questiona contratos firmados pela Secretaria de Educação de Linhares

Na foto  Carla Andréa Tieppo, fundadora da empresa Inédita Educação e Cultura LTDA, contratada pela secretária de Educação, Maria Olímpia Dalvi Rampinelli

 

Linhares – Representantes do Sindicato dos Servidores Público Municipais de Linhares (SISPML) questionam valores que têm sido pagos pela Secretaria Municipal de Educação (Seme) à palestrante Carla Andréa Tieppo, fundadora da empresa Inédita Educação e Cultura LTDA e professora adjunta na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. A acadêmica foi contratada em três ocasiões pela Secretaria: em janeiro e maio de 2017 e, mais recentemente, em janeiro deste ano. Nesse tempo, o valor contratado pelos serviços passou de R$ 7,575,88 para R$ 150 mil.

 

A primeira contratação foi realizada para um mini-curso de neurociência aplicada à educação, no dia 31 de janeiro de 2017, com ato publicado no Diário Oficial em 24 de janeiro do mesmo ano, processo número 705/2017, assinado pela secretária de Educação de Linhares, Maria Olímpia Dalvi Rampinelli.

Depois disso, houve novo processo, o 8033/2017, para contratação de Carla Tieppo para curso de dois dias, 26 e 27 de maio; dessa vez, pelo valor de R$ 30 mil, ato publicado, oficialmente, um dia antes. Nesse caso, tratava-se de um workshop em ferramentas para desenvolvimento de funções executivas para professores da educação infantil.

 

Já, neste ano de 2018, no dia 24 de janeiro, nova publicação no Diário Oficial. Dessa vez, Carla Tieppo recebeu R$ 150 mil para ministrar um curso de formação para 40 profissionais multiplicadores em neurociência aplicada à educação, além de palestras e oficinas, com tutoria via web. Todos os processos licitatórios foram realizados por inexigibilidade, quando não há competição ao objeto a ser contratado.

 

Para o vice-presidente do SISPML, Gilson Lima, o aumento dos valores é questionável e uma reunião está sendo agendada entre o Sindicato e o Conselho Municipal de Educação de Linhares para denunciar a situação ao Ministério Público. “Achamos que o aumento dos valores pagos é absurdo e precisa ser investigado “, disse Gilson.

Secretaria justifica

 

A Secretaria Municipal de Educação de Linhares (Seme) justificou que a última contratação da palestrante Carla Tieppo “está alinhada à capacitação de todos os professores da educação infantil, fundamental e educação especial da rede municipal de ensino, contemplando carga horária de 40 horas e será finalizada, de forma presencial, nesta sexta-feira (2)”. E que “na contratação da profissional, também estão contemplados outras 20 horas de capacitação no mês de março e mais 20 horas no mês de maio, todas presenciais. Haverá, ainda, a tutoria online de monitoramento durante todo o ano letivo de 2018”.

 

Já sobre as contratações anteriores, afirmou que, “na primeira vez foi para ministrar uma palestra com foco na neurociência para a abertura daquele ano letivo. Posteriormente, ela retornou e ministrou 20 horas de oficinas para 230 professores de alunos de quatro a sete, multiplicadores que transferiram o conteúdo adquirido para os demais profissionais da rede, além de consultoria online”. Fonte: Século Diário/Foto

COMPARTILHE