Acusado de matar casal de vizinhos em Colatina volta ao ES depois de ser preso no Ceará

Edvalter Luiz Fagundes, o “Coruja”, foi preso no Ceará. Ele é acusado de matar o casal Wilson Júlio da Silva, 48 anos, e Jaine Coelho da Silva, 49 anos, mortos a tiros na frente da própria casa em 2016

Colatina – Depois de um ano foragido, Edvalter Luiz Fagundes, o “Coruja”, foi preso no Ceará , em dezembro, mas só agora foi transferido para o Estado. Ele é acusado de assassinar a tiros os vizinhos em 2016, em Colatina, chegou ao Espírito Santo na noite de quarta-feira (10), para cumprir pena pelo crime.

“Coruja” estava na lista da Interpol, a polícia internacional, e era um dos bandidos mais procurados do Espírito Santo. A prisão aconteceu por meio de um trabalho em conjunto do setor de inteligência da Delegacia de Crimes Contra a Vida de Colatina, a Subsecretaria de Inteligência da SESP e a Polícia do Ceará, que o encontrou em Trairi, cidade do litoral do Ceará. O criminoso tinha uma mercaria no local.

O crime

Quando no dia 12 de outubro de 2016, Wilson Júlio da Silva, 48 anos e Jaine Coelho da Silva, 49 anos, acabaram mortos a tiros na frente da própria residencia, por conta de um comentário feito sobre Edvalter. O casal e o assassino eram vizinhos e o crime ganhou repercussão nacional.

Segundo uma testemunha contou à polícia, de que estava sentada com o casal na calçada, em frente à residência das vítimas, quando o vizinho chegou. Por se tratar de uma rua apertada, e, tendo em vista a dificuldade de colocar o carro na garagem, os três comentaram entre eles: “Caramba, esse cara é um bom motorista, pois olha o que ele tem que fazer para guardar o carro”, em referência ao “Coruja”, que estava estacionando o veículo.

Para a testemunha, “provavelmente, o acusado interpretou errado o comentário que eles fizeram, vindo a tomar essa atitude”, afirma o boletim. Após saber da prisão de Edvalter, a sobrinha do casal confirmou que a morte dos tios foi provocada por um mau entendido. “Foi uma bobeira. Nada mais que um motivo banal. O meu tio fez um elogio a ele por ter subido uma ladeira de ré e ele voltou e acabou com a vida deles”, declarou a sobrinha Jamily Coelho.

 

COMPARTILHE