Gastronomia de graça a partir de fevereiro com chances para Linhares

As aulas vão acontecer dentro de uma carreta, que foi adaptada e equipada para se transformar em uma cozinha didática

Linhares – Serão ofertadas a partir de fevereiro em todo o Espírito Santo, cerca de mil vagas para aprender gastronomia de graça. As aulas vão acontecer dentro de uma carreta, que foi adaptada e equipada para se transformar em uma cozinha didática. Os cursos de capacitação serão duas vezes por semana, de segunda-feira a sexta-feira, com 20 alunos no período da manhã e 20 na parte da tarde, com 20 horas semanais.

A carreta passará por 25 cidades, sendo que as quatro primeiras que vão receber o programa são: Serra, Conceição da Barra, São Mateus e Linhares. Os demais locais vão ser divulgados posteriormente.

O programa de capacitação é uma parceria entre o governo do Estado, por meio da Secretaria de Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag), a Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes) e o Sesi-ES, por meio do programa Cozinha Capixaba – Alimentação Inteligente. O objetivo é oferecer a capacitação para desenvolver a gastronomia regional, capacitar os profissionais e, com isso, incentivar o turismo e gerar emprego e renda. Além disso, serão valorizados os produtos produzidos no Estado, como embutidos, queijos, frutos do mar e carnes.

 

De acordo com o secretário de Estado da Agricultura, Octaciano Neto, a partir do dia 25, os interessados em participar do programa deverão se inscrever pela internet. Os sites das secretarias de Agricultura, Turismo e Cultura terão o link para a inscrição. Daí em diante o governo do Estado fará a seleção dos participantes. Octaciano Neto esclareceu ainda que os cursos vão respeitar a cultura da culinária local.

“Nas regiões onde são tradicionais pratos com frutos do mar, serão oferecidas capacitações com esse foco. Será uma oportunidade de capacitação dos nossos cozinheiros e cozinheiras e geração de emprego e renda. Tudo isso vai incentivar o turismo, as agroindústrias e os nossos produtos típicos, como o socol, carne de sol, frutos do mar, massas, frutas e tantos outros”, destacou Octaciano.

Na parceria, a Seag ficará responsável por custear o curso e as prefeituras as demais despesas. A previsão é de que os cursos comecem a ser oferecidos no início de fevereiro. O superintendente do Sesi-ES, Luís Carlos de Souza Vieira, explica que, além de saudáveis, as receitas terão um foco na economia. “Nas aulas ministradas por técnicos da área de nutrição do Sesi-ES são ensinadas receitas saborosas e nutritivas a baixo custo”, conta.

 

COMPARTILHE