Jovem custeia faculdade através de “mentiras”

Linhares – Ayrla Lírio da Conceição, 22 anos é uma das centenas de mulheres que diariamente saem às ruas de Linhares para comercializar suas “mentiras”, um tipo de biscoito tradicionalmente apreciado por muitas pessoas. Ayrla cursa o primeiro período de pedagogia da Faceli e diz que a venda de seus biscoitos, colaboram para custear parte de suas despesas com os estudos, bem como auxilia na aquisição dos ingredientes que utiliza na confecção do que vende.

Suas vendas atingem pessoas do comércio e pedestres que circulam pelas vias centrais da cidade. Ficou tão conhecida das pessoas, que quando não aparece todos sentem sua falta. “Por não ter um emprego fixo e que está muito difícil de achar, esta alternativa tem sido muito boa e porque também gosto de estar em contato com as pessoas”, justifica ela.
Sua “mentira” tem tanta aceitação, que levou ela a manter contatos via celular. “Tem pessoas que me procuram para encomendar as “mentiras” e isso tem me facilitado nas vendas”, afirma Ayrla acrescenta que se não fosse esta alternativa, estaria em dificuldades para poder estudar e ajudar sua família.

“Mentira”
Os ingredientes de uma boa “mentira” leva ovos, trigo, margarina, sal, açúcar, leite, fermento e em alguns casos vinagre ou aguardente. O tempo de preparo é em torno de aproximadamente 01 hora, para 1,5 quilo de massa. Após a mistura leva-se ao fogo em fritura, salpica-se açúcar e canela e segue para embalagem.

COMPARTILHE